O ex-empresário dos Stones, Andrew Loog Oldham, foi indicado para a edição deste ano do Rock and Roll Hall of Fame para receber o Ahmet Ertegun Lifetime Achievement Award, uma das categorias de premiação do evento, que prestigia os profissionais que trabalham por trás dos bastidores da música, como produtores musicais, jornalistas, empresários, etc.
Entretanto, Andrew disse recentemente em Berlim, durante uma palestra na Berlin School of Creative Leadership que não pretende participar da cerimônia, pois para ele “essas pessoas (os responsáveis pelo evento) se apropriaram do termo ‘rock’n’roll’, por isso eu não estarei lá. Vou lhes dizer por que: é um show de TV. Há 20 anos era uma festa incrível no Waldorf-Astoria (famoso hotel de Nova York que sediava o evento) onde todos podiam se comportar exatamente como há 20 anos. Mas depois se tornou um negócio, então acho melhor ficar em casa”.
Em sua conta pessoal do Twitter, Oldham disse que assim como Brian Epstein (empresário dos Beatles, também indicado para a cerimônia deste ano), ele não foi consultado a respeito e não iria.
Até o momento, não há nenhum comentário sobre a declaração de Oldham, de acordo com uma porta-voz do Rock and Roll Hall of Fame.

Comentários

comentários