“Stones Blues” Numa altura em que os Stones voltaram às suas origens com o lançamento de Blue and Lonesome em dezembro de 2016, nada mais justo que fãs músicos também reverenciem o blues num contexto stoneano. A vibe é similar à do CD Chicago Plays Stones, que foi lançado recentemente.

Inspirados nessa conexão bluseira, Alexandre Móica (guitarra, mandolin e voz) e Paulo James (bateria e voz) – fundadores dos Acústicos & Valvulados -, se juntaram a Trick Bernardi (voz, violão, harmônica) e estão botando na estrada o tributo “Stones Blues”.

DNA bluseiro

A ideia é “resgatar o DNA dos Rolling Stones, já que o blues deu o nome e moldou a sonoridade da banda que revolucionou o Rock’n’Roll”, diz o texto de apresentação da “Stones Blues”.

O projeto mergulha na essência blueseira dos Stones. Assim, Sympathy For The Devil vira um shuffle, enquanto Jumpin’ Jack Flash encarna um ritmo acelerado (à Rollin’ & Tumblin’), e You Can’t Always Get What You Want se transforma num slow blues.

Com um formato enxuto, rústico, predominantemente acústico, e pontuado por frases de slide e riffs marcantes, a intenção é capturar a essência daquilo que rolava nos primórdios da banda.

Na época,  Mick, Keith, Brian, Wyman & Watts devoravam os LPs da Chess Records e incendiavam a imaginação da juventude.

O repertório se baseia nos primeiros dez anos da banda, entre 1962 e 1972.

Rolam clássicos repaginados, como Honky Tonk Women, Let It Bleed e Sweet Virginia, mas também estão presentes standards que os Stones regravaram em seus álbuns. São os casos de I Just Wanna Make Love To You, Walking The Dog, Little Red Rooster, Love In Vain e You Gotta Move.

Como não poderia ser diferente, composições que carregam o DNA do Blues e seus derivados estão no show. São elas Ventilator Blues, Parachute Woman, Heart of Stone e You Got The Silver.

Canções posteriores a 1972, como Miss You e She´s So Cold, entram no setlist com versões bluseiras surpreendentes.

Stones Blues tem show de estreia marcado

A banda “Stones Blues” faz seu  show de estreia no dia 20 de julho, no Gravador Pub, em Porto Alegre.  Os caras prometem apresentar canções dos Stones revisitadas e tocadas em estilo de blues. O show começa às 21h. O Gravador Pub fica na Rua Conde de Porto Alegre, 22.