fotos e vídeos andré ribeiro/stones planet brazil

Marianne Faithfull fez na noite deste sábado sua segunda e última apresentação em Porto Alegre, no Teatro do Bourbon Country, que não chegou a lotar, mas recebeu um público bastante digno. Marianne esteve acompanhada pelo excelente guitarrista Doug Pettibone, que fez toda apresentação acusticamente, usando às vezes base pré-gravada para que pudesse solar por cima.
Aos 64 anos, Marianne não posa de senhora comportada e regenerada. Embora os excessos tenham ficado no passado, a cantora não esqueceu quem é e especialmente quem foi. Ela fez uma apresentação transgressora, fumou no palco e conversou com o público como uma “diva maldita stoneana”. O repertório, aliás, é cheio de rock e folk. Muitas das amáveis senhoras que foram ao teatro, certamente não faziam ideia de quem se tratava Marianne Faithfull e voltaram para casa chocadas com aquela “desvairada”.
O ponto alto da apresentação, claro, foi quando ela interpretou Sister Morphine e As Tears Go By. Foram momentos emocionantes, que fizeram o público voltar à velha Londres dos anos 1960. Foi uma noite mágica e fantástica. Uma autêntica noite stoneana, embora Marianne não tenha feito uma única referência aos Stones durante os 90 minutos do concerto. Nem precisava. Os Stones estavam por todos os cantos do teatro.
Para quem tem vontade de conhecer um pouco melhor o trabalho de Marianne Faithfull, a ST2 tem à venda duas edições nacionais baratinhas de lançamentos em DVD da Eagle Rock. Clique aqui para conferir.

Comentários

comentários