Joyce Smyth é a poderosa chefona do imenso complexo de empresas e negócios dos Rolling Stones desde que  príncipe Rupert Loewenstein se aposentou. Há aproximadamente 10 anos ela comanda toda a equipe dos Stones, seja referente a tours, gravações, lançamentos, merchandising, contratos ou qualquer tipo de direito. Em entrevista ao site Music Businnes, Joyce foi extremamente clara. Os Stones seguem com planos de lançar novo disco e a hipótese de novos concertos é concreta.

Joyce é advogada e começou a prestar serviços jurídicos aos Stones nos anos 1990. Com a proximidade a Loewenstein, naturalmente ela acabou assumindo o comando de absolutamente tudo que seja ligado aos Stones com a aposentadoria do veterano agente.

Nada acontece sem passar por ela. Apesar disso, de ela ser uma advogada durona, a empresária da maior banda do mundo é uma pessoa muito acessível e emotiva. Vocês podem vê-la emocionada nos filmes Olé Olé Olé – A Trip Across Latin America e Havana Moon. Joyce também se emocionou quando esteve na cerimônia do Grammy em que os Stones ganharam como melhor disco de blues tradicional por Blue and Lonesome.

Próximos 12 meses dos Stones

Nós tivemos um punhado de contatos com ela. Alguns pessoais extremamente rápidos e outros por e-mail. Joyce é sempre muito atenciosamente e objetiva. Na entrevista à Music Business ela afirma que neste momento os próximos 12 meses da banda estão sendo programados, mas que definitivamente a banda pode regressar a estúdio. Os Stones estariam trabalhando em canções em estilos diferentes. “São pessoas muito criativas”, diz ela. “Eles estão de férias agora, mas em breve voltarão ao estúdio”.

Sobre shows, Joyce garante que a banda segue na estrada porque gosta e porque quer fazê-lo. E ela deixa bem claro.  “Estamos trabalhando na agenda para os próximos 12 meses em termos de algum trabalho de estúdio, talvez alguns planos ao vivo ou algum outro tipo de projeto. É absolutamente certo que teremos mais dos Stones nos próximos 12 meses”, garante Joyce.

Relação com a ABKCO

A advogada/empresária também comentou a respeito das relações dos Stones com a ABKCO, pois a antiga empresa de Allen Klein detém os direitos da obra dos Stones antes de 1971. Joyce comenta que seria ótimo se pudesse comprar os direitos, mas não dá pistas e nem detalhes a respeito. “Estamos convivendo com essa situação há tantos anos, que já sabemos lidar com ela. Mas é claro que seria lindo se pudéssemos fazê-lo”, afirma.


Comentários

comentários