Vamos publicar hoje o artigo do nosso amigo stoneano e músico de Belo Horizonte, Claudio Moraleida, que esteve recentemente em Nova York, onde teve encontro com Bill German. Para quem ainda não sabe, Bill German é autor do livro Under Their Thumb em que ele conta sua trajetória ao lado dos Stones durante 17 anos, já que German editou o fanzine oficial da banda chamado Beggars Banquet. Bill e Claudio puderam encontrar antigos lugares stoneanos de NY e nos escreveu, com excluvidade, o artigo abaixo.

ESPERANDO POR UM NOVO AMIGO
Por Claudio Moraleida
Sendo um grande fã dos Stones desde os 10 anos, eu não pude resistir à oportunidade de conhecer Bill German em Nova York dias atrás. Eu estava passando uma semana (07 a 13 de agosto) na Big Apple e decidi tentar um “meet and greet” com Bill e ainda conseguir um autógrafo no meu livro. “Para minha surpresa, na segunda-feira 10 de agosto Bill respondeu ao meu e-mail:
“Muito bom, Claudio. Eu posso te encontrar na quarta-feira, dia 10, no Starbucks entre a W. 86th Street e a Columbus Avenue. É na esquina. Tenho uma entrevista de rádio para fazer às 11hmas haverá tempo para conhecê-lo, tomar uma xícara de café, e assinar o seu livro. Vai ser legal. Eu sou um cara alto com longos cabelos castanhos. Bill “.
Fiquei emocionado! Corri para a livraria mais próxima e peguei uma cópia, mas logo vi que na capa dizia “cópia assinada”! Inferno, eu não queria uma cópia assinada! O gerente da loja me ajudou a encontrar outro livro, em outra loja, sem assinatura!
Cheguei 4 minutos atrasado ao encontro. Pensei que Bill iria querer me matar. Mas lá estava ele, de pé na esquina, de óculos escuros. Eu apenas acenei ao atravessar a rua e nós nos encontramos dentro da Starbucks.
Foi engraçado porque o assunto da conversa foi sobre Stones, sobre muitas coisas relacionadas à vida em Nova York, sobre outro artistas, e até mesmo sobre Andrew Loog Oldham. Bill me disse que teve de cortar quase 50% do livro por causa de seu tamanho final. Uma dessas histórias cortada era sobre como ele conheceu Andrew muito antes de conhecer os Stones. Ele tinha um amigo, e seu amigo estava em uma banda. Bill foi convidado para fazer produção dos caras e eles tiveram a idéeia de convidar 80 dos mais importantes empresários da indústria da música para a um dos shows, na esperança de obter um contrato de gravação. Apenas um cara apareceu! E foi Andrew.
Nós terminamos nosso café e Bill me convidou para irmos para um passeio no Upper West Side. Foi interessante porque eu não queria incomodá-lo com perguntas idiotas como “como foi com os Stones?”. Ou algo parecido. Então, nós apenas conversamos como velhos amigos e uma das impressões que tive, e eu lhe disse, é que ele ainda fala e escreve sobre as Stones como um fã. Não importa se ele viajou com eles por muitos anos e os conheceu tão bem. Bill ainda é um fã, e é por isso que seu livro é tão incrivelmente diferente do outros escritos sobre os Stones.
Antiga casa de MickEntão chegamos à casa que foi de Mick durante 20 anos. O endereço está no seu livro. Bill me levou à antiga casa de Ronnie. Ele não escreveu o endereço no livro, porque agora a casa é propriedade de uma família “normal” e ele não queria causar nenhum problema para eles. Então, eu vou manter o seu segredo!
Bill foi tão gentil comigo, passamos 2 horas juntos e pareceu que 2 minutos. Eu realmente estou ansioso para encontrá-lo novamente no futuro. Obrigado Bill! Antiga casa de Ronnie.Outro lugar interessante dos Stones em NY é o edifício localizado na 96-98 St Marks Place. É onde o video de Waiting on a Friend foi gravado. Fiquei muito satisfeito por estar ali por alguns momentos, e ainda podi sentir a vibração no ar. Nova York está cheia desses lugares, onde você pode realmente sentir o rock n roll ainda no ar. Prédio do clip de Waiting on a Friend.

Comentários

comentários