Bill German começa a palestra em Chicago lendo trecho de Under Their Thumb em que diz: “Vocês provavelmente vão querer me matar quando eu falar que nunca tive outro emprego na vida que não seja com os Rolling Stones”. Neste momento, eu não me contenho e grito. “É verdade”, provocando alguns risos e apoio dos presentes.

Cerca de uma centena de fãs esteve presente em South Loop para ouvir as experiências do guri bacana do Brooklyn que se misturou com os Rolling Stones e sobreviveu para contar a história. E é isso mesmo. Antes ou depois do Beggars Banquet, fanzine que foi editado por 17 anos e que chegou a ser oficializado como newsletter da banda, Bill nunca teve outro emprego.

Antes de a apresentação começar, Bill fez sessão de autógrafos de Under Their Thumb. Fiz questão de ir para a fila, embora que já tivesse outros três exemplares do livro, um deles autografado. Ao me ver na fila, Bill abriu sorriso e me acenou alegremente. “Finally”, me disse.

Amigo virtual de longa data

Aqui tenho de explicar que conheço Bill German virtualmente há longo tempo. Tivemos alguns momentos em que nos ajudamos mutualmente, mas nunca tivemos a chance de um encontro pessoal.

Fiquei muito feliz em abraçar esse bom amigo, que escreveu o melhor livro já publicado sobre os Stones e que ganhou edição nacional pela Nova Fronteira. Aliás, a editora nunca enviou o exemplar brasileiro para Bill, o que eu acabei fazendo anos atrás para que ele conhecesse a edição brazuca.

Depois de autografar livros e vender exemplares da coleção completa dos anos oficiais do Beggars Banquet, Bill começou a palestra. As fotos publicadas no livro servem como base para a apresentação. Elas vão sendo passadas em slides. À medida que as imagens vão sendo mostradas, Bill vai contando as histórias por trás de cada uma.

Bill é um humorista perfeito. Poderia fazer stand-up sem dificuldade. Você chora de rir das imitações que ele faz de Keith Richards. Não apenas da forma de falar, mas os trejeitos também.  As imitações de Mick não ficam muito atrás. Você se diverte horrores.

Se você leu o livro, e eu não acredito que algum fã fanático dos Stones não tenha lido, fica bem mais fácil para entender a apresentação, mesmo em inglês nova-iorquino.

A função durou cerca de 2 horas e alguns dos principais fãs dos Stones estavam presentes, amigos e conhecidos de anos que revemos a cada tour.

Segundo show em Chicago

Antes de irmos para o encontro com Bill German, nós passamos pelo hotel dos Stones. A movimentação estava bem calma. Vimos alguns dos seguranças dos Stones. Também encontramos Sally Wood e as gêmeas. Rose Lane Leavell, esposa de Chuck, saiu para passear, e Bernard Fowler estava conversando com amigo no restaurante do hotel.

Está tudo pronto e agora basta esperar pelo show desta terça-feira no Soldier Field. A segunda apresentação da No Filter Tour 2019 promete ser ainda melhor que a estreia.


Comentários

comentários