Foto: Jéssica Marcari/Stones Planet Brazil



Por Abel Rosa*
Que dizer da noite lisboeta de 29 de maio… O céu negro abriu um clarão com Jumping Jack Flash, um jogo de dados viciado com um surpreendente BOSS em palco, um herói de outros tempos – Mick Taylor, memorável a harmónica de Jagger nessa Ópera de Blues que afinal era um SHOW de ROCK’n’ROLL… som cristalino, guitarras em total ataque de nervos… que interessa o alinhamento, são os Rolling Stones, tivemos todos a PRATA e o OURO, como sempre, não existe.  Nem sempre podes ter o que desejas, mas se procurares bem… afinal tens tudo o que  necessitas… nós, os da foto, tivemos, eu morra já aqui!

*Abel Rosa é um dos autores A Discografia Portuguesas dos Rolling Stones a 45rpm.

Comentários

comentários