O compacto original, lançado em 1963

Come On é uma música de Chuck Berry, e foi gravada pelos Stones no Olympic Sound Studios em 10 de maio de 1963, um dia após os Stones terem assinado um contrato com a Decca, garantindo exclusividade por 3 anos, inicialmente. O lado B do compacto trazia I Want to be Loved, composta por Willie Dixon e gravada por Muddy Waters, que era outro dos herois dos Stones.

A produção do disco ficou a cargo de Andrew Oldham, que também era o empresário dos Stones, e Eric Easton. O engenheiro de som era Roger Savage.

Keith Richards diz que Come On foi gravada por sugestão de Andrew Oldham, apenas para ter um disco lançado e para lhes dar um tempo até poderem gravar um álbum inteiro.

Além disso, em sua autobiografia, Life (lançada em 2010) Keith diz: “eu sabia que não era a melhor coisa que a gente poderia ter feito, apesar de saber que poderia deixar uma marca. Como gravação, é provavelmente melhor do que eu pensei que fosse na época”.

De acordo com o site de Nico Zentgraf (uma das melhores fontes na internet sobre os Stones), a banda se apresentou em 7 de julho de 1963 no programa “Lucky Stars Summer Spin”, que era apresentado por Pete Murray, nos Alpha Studios de Birmingham. Nesse dia, a banda fez um playback da música, que teve transmissão em 13 de julho do mesmo ano, sendo essa a primeira apresentação dessa música na televisão. 
 
 Versão em CD lançada pela ABKCO na caixa The Rolling Stones – Singles 1963-1965

No show que os Stones fizeram ontem à noite em Toronto, Mick lembrou dos 50 anos de lançamento do single, cantando um trecho da música acompanhado por Charlie Watts na bateria.

Em entrevista ao jornal inglês The Independent, Mick disse que ainda lembra da excitação em ouvir a música no rádio pela primeira vez:
“Alguém da Decca me disse que o disco seria tocado naquele fim de semana no programa Saturday Club, apresentado na BBC por Brian Matthew e eu não acreditei muito nisso, pois a Decca já nos havia decepcionado algumas vezes. Mesmo assim, eu estava ligado no rádio às 10 horas e o primeiro disco que tocaram era o nosso – Come on”.

Comentários

comentários