Foram três shows em La Plata, dias 7, 10 e 13 de fevereiro, no Estádio Único. Todos os 51.730 ingressos de cada noite foram vendidos em tempo recorde.  Conforme a opinião geral, contudo, o concerto do dia 10, quarta-feira, foi o melhor de todos, o mais emocionante ao menos.

Antes de recordar do show em si, é preciso mencionar a epopeia que é para chegar em La Plata. Por felicidade, eu e o Rafael Guimarães (meu parceiro nesta aventura), fomos recebidos em Ezeiza pelo Juan Ignacio Muñoz, o proprietário do 40×5 Bar, que fez questão de ir nos buscar. E isso foi decisivo para nossa tranquilidade. Do aeroporto até o estádio, acho que rodamos mais ou menos 1 hora de carro. Se não tivéssemos a carona, nem sei como faríamos, porque o táxi custaria uma fortuna. E se era difícil ir, imagina voltar! Mas graças à gentileza do Juan chegamos ao Estádio no meio da tarde, com toda tranquilidade.

O Rafael quis ficar no campo, bem perto do palco. Como já tinha ido a dois shows na Argentina anteriormente, eu alertei que seria impossível, que era melhor irmos para a arquibancada ou para a parte de trás do campo. O Rafael preferiu arriscar. Então fiquei um pouco com ele ali, mas bem antes de o show começar me instalei nas arquibancadas, do outro lado do campo. Era longe do palco, mas eu podia ver o show muito bem.

Foto: Hendrik Mulder

A energia brotava de todos os cantos do estádio, que ficou entupido de gente. Os famosos gritos e canções foram entoados pelo público freneticamente. Os Stones  entraram em cena detonando. Jumpin’ Jack Flash e Let´s Spend the Night Together receberam versões incríveis. Mas depois delas Keith perdeu a concentração. Talvez mesmo com toda a sua experiência tenha se empolgado demais por causa do calor do público argentino.

Keith pegou sua Gibon 355 preta em afinação standard e era óbvio que tocaria It´s Only Rock and Roll. Mas Keith disparou o riff de Tumbling Dice, que ele toca em afinação aberta, com capo em Sí, em numa Fender Telecaster. A banda acompanhou o riff todo equivocado, mas Mick mandou parar e lembrou: “IORR primeiro”. Pierre já tinha a Fender pronta para entregar a Keith, mas eles recomeçaram com IORR e Tumbling Dice veio em seguida.

Foto: Hendrik Mulder

Em qualquer outro show, de qualquer outro artista, talvez esse erro arruinasse o concerto. Mas com os Stones em La Plata isso teve efeito contrário. Quanto mais erros cometiam, mais o público aplaudia. Numa devoção digna de torcedores do Boca ou do River. Foi assim quando Keith foi anunciado por Mick na apresentação da banda. Foram mais de três minutos de aplausos. Pela primeira vez, que eu saiba ao menos, o velho pirata marejou os olhos em palco, emocionado. Foi realmente um momento de emoção única.

Keith perdeu a concentração de vez e passou a cometer mais erros. Ele se perdeu na letra de Slipping Away e errou completamente o tempo da base do solo de Ronnie em Before They Make me Run, cantando bem antes do momento certo. Ronnie teve de ajudar o amigo a se achar na música. Mas nada disso comprometeu o show. Keith se mostrou humano, uma pessoa comum, que comete erros e tem acertos como todos. Mostrou ser alguém capaz de se emocionar com o carinho do público. A plateia notou isso e o show ganhou carga emocional única.

O show acabou com uma ovação nunca vista antes, nem mesmo na Argentina. Foi a noite em que o Keith humano, de carne e osso, provou que os grandes herois também erram e se emocionam. Certamente foi o show dos Stones mais carregado de emoções de todos os 17 que vi.

Ah! Lembram que o Rafael ficou no campo para ver o show? Encerrada a função, encontrei o corajoso fã no gramado. O cara parecia ter tomado uma surra. Tênis rasgado, lavado de suor e todo tordo, quase sem conseguir caminhar. Foi levado de um lado a outro do gramado pela multidão e sobreviveu para confirmar a história por detalhe. A argentina é assim: intensa!

As canções do show:

Jumping Jack Flash
Let’s Spend The Night Together
It’s Only Rock’n Roll
Tumbling Dice
Out Of Control
Angie
Paint It Black
Can’t You Hear Me Knocking
Honky Tonk Women
Slipping Away (Keith)
Before They Make Me Run (Keith)
Midnight Rambler
Miss You
Gimme Shelter
Start Me Up
Sympathy For The Devil
Brown Sugar
You Can’t Always Get What You Want
Satisfaction

 

Comentários

comentários