foto Bill German

Por Bill German***
(Nova Iorque, 25 de fevereiro de 2012) – Com esperanças de uma tour dos Stones, Keith fez o seu regresso aos palcos, o que era há muito esperado. Keith foi o centro das atenções, com uma apresentação no famoso Apollo Theatre, no Harlem. A apresentação fazia parte de um concerto em tributo a Hubert Sumlin, o guitarrista que tocou com Howlin ‘Wolf nos anos 1950 e 60, e que faleceu em dezembro aos 80.(Mick e Keith pagaram o funeral dele).

A banda de All-stars do show no Apolo incluiu Eric Clapton, Buddy Guy, Elvis Costello e Derek Trucks, mais uma série de outros, mas era Keith quem subiu ao palco com mais expectativa e quem mais teve as câmeras de celulares do público voltadas para si.

Com Clapton e Gary Clark Júnior no palco, Keith emergiu para cantar “Goin’ Down Slow.”, de Howlin ‘Wolf. Ele estava vestindo um terno escuro, um chapéu e um lenço verde – mas sem guitarra. Keith simplesmente cantou um par de versos (e passou parte da canção encostado a um piano). Na conclusão da música, Keith, Clapton e Clark saíram do palco, deixando os fãs querendo saber se eles conseguiriam ver Keith com a guitarra em punho.

Mas ele voltou momentos depois. Ele se sentou e foi entregue a ele uma guitarra. Keith seguiu com “Little Red Rooster”, tocando slide, e emitiu um desempenho admirável nos vocais. Dois holofotes brilhavam sobre ele e James Cotton, que o acompanhou na gaita. Um dos destaques da noite.

No final da canção, Keith saiu de sua cadeira e disse à multidão: “Porra, é bom estar de volta!” Ele, então, preso em uma guitarra elétrica, lançou “Spoonful”.

Em seguida houve a jam de encerramento obrigatória, em que tocaram “Wang Dang Doodle” e ” Smokestack Lightning”. Keith ocasionalmente tocava e conversava com Billy Gibbons, do ZZ Top.

Enquanto alguns podem ver a apresentação de Keith como um teste decisivo para uma turnê dos Stones, Keith nos lembrou que o verdadeiro propósito era “uma celebração da vida de Hubert Sumlin e de sua música.”

A maior novidade sobre os Stones é que eles se reuniram recentemente para uma jam session casual e muito particular. Em visita a Londres, Keith convidou seus parceiros para algumas sessões em estúdio. Estavam lá Keith, Charlie, Ronnie, Bill e Mick, que esteve por apenas uma noite. Os Stones não revelaram quaisquer detalhes sobre o encontro, então não podemos dizer nada sobre isso.

Para os fãs otimistas, no entanto, a incursão de Keith ontem à noite pode ser visto como a última peça do quebra-cabeça: Keith é o único que não tinha tocado publicamente em quase quatro anos, portanto, qualquer tentativa para afastar as teias de aranha é um passo para a volta (Keith fez também uma jam em “Key To The Highway” numa festa em outubro, mas que foi um evento privado, com Johnny Depp e durou apenas alguns minutos. Keith não tocava em público desde 2008..

Com aniversário de 50 anos dos Stones no horizonte, seria bom se eles colocassem seus projetos solo de lado para uma turnê dos Stones, mas é muito cedo para prever isso.”Certamente espero que façamos algo”, Mick disse à Associated Press nesta semana. “Seria muito apropriado, eu acho, e estou ansioso para fazer algo. Mas nada está reservado ainda. “

*** Bill German autorizou a tradução de trecho de seu último artigo sobre os Stones, publicado em Beggars Banquet On Line.

Comentários

comentários