Ser bibliotecário é o desejo secreto de Keith Richards. A revelação faz parte da sua autobiografia, prestes a ser lançada. O músico até já terá tido uma formação profissional para organizar os seus próprios livros, muitos deles sobre a história do rock e sobre a II Guerra Mundial. A informação foi revelada pelo jornal britânico The Sunday Times.
Segundo o mesmo jornal, o músico refugiava-se na leitura durante a adolescência na Inglaterra do pós-guerra. Depois descobriu o blues. O guitarrista explica: “Quando crescemos, há duas instituições que nos afetam especialmente: a Igreja – que pertence a Deus – e a biblioteca – que pertence a nós próprios. A biblioteca pública é vastamente igualitária”. Keith Richards recebeu 7,3 milhões de dólares como adiantamento para escrever o seu livro de memórias.
Obrigado pela contribuição, Heartofstone!

Comentários

comentários