Mick Jagger concedeu entrevista ao Chicago Tribune em que toca em temas importantes. Abaixo, alguns trechos, em que fala sobre a tour e a chance de um novo disco dos Stones.

Pergunta – Depois dos shows do ano passado um outra tour era inevitável?
Mick – Elas nunca são inevitáveis. Todos nós vivemos momentos nos cinco shows. Nós quisemos ver como a banda estava tocando e como as pessoas reagiriam. Nós não tivemos ninguém gemendo ou reclamando. O que foi bom é que tínhamos um peque objetivo a cumprir, poucos shows. Nós ensaiamos muito, como se fosse para 100 concertos. Mas nos ajuda saber que estamos fazendo as coisas por pequenas peças. Então não sentimos aquela coisa de tour intermináveis. É parecido com esta tour de agora, que tem uma demanda pequena para nós. No começo do verão está feito e não estamos enlouquecendo por causa disso.

Pergunta – Os Stones podem gravar um novo álbum?
Mick – Eu tenho um monte de canções que ainda gostaria de gravar com os Stones, mas não sei. Primeiro vamos fazer essa tour. Depois a gente vê isso.

Mick ainda diz que Mick Taylor foi muito bem no ano passado e que foi convidado novamente. Ainda não está decidido quantas canções Taylor vai tocar nos shows. Sobre Bill Wyman, Mick disse que ele sempre deixou claro que não tinha interesse em acompanhá-los em tour.

Nota IMPORTANTE: Fazendo interpretação sobre o trecho em que Mick fala sobre tour, entendemos que ele diz que os Stones não querem mais estipular grandes objetivos. Tipo, programar 100 concertos. Que eles querem ir cumprindo pequenas etapas de shows, com intervalos entre elas. Isso nos leva a entender que a velha informação de que eles iriam anunciando outros trechos da tour aos poucos, pode se confirmar. Sendo assim, mantenhamos viva a esperança de concertos na América do Sul.

Comentários

comentários