O jornal inglês The Telegraph informa que Rupert Loewenstein faleceu ontem aos 80 anos devido a uma doença (não informada) contra a qual ele lutava há anos. 
Rupert (cujo nome completo era Rupert Louis Ferdinand Frederick Constantine Lofredo Leopold Herbert Maximilian Hubert John Henry zu Loewenstein-Wertheim-Freudenberg) atuou como um conselheiro de finanças para os Stones entre 1968 (quando foi apresentado a Mick por Christopher Gibbs) e 2007, e a ele se credita o mérito de tê-los salvado da bancarrota, já que ao final da década de 60 estavam presos a um contrato leonino com Allen Klein. “Metade do dinheiro que ganhei foi roubado”, disse Mick Jagger certa vez em uma entrevista, e sua primeira pergunta a Loewenstein foi se ele poderia resolver o imbróglio do contrato dos Stones com Klein.
“Eles estavam completamente nas mãos de Klein. Também percebi que a banda deveria se mudar da Inglaterra. Se não fizessem isso, eles poderiam pagar entre 83% e 98% de seus lucros em impostos e sobretaxas, daí escolhi o sul da França como o local ideal para eles”, disse Rupert, certa vez.
Loewenstein chegou a um acordo com Klein, que permitiu que a banda continuasse gravando e lançando seus discos na companhia que escolhessem, o que deu origem ao selo Rolling Stones Records, que era distribuído pela Atlantic. 
Rupert não foi apenas conselheiro de finanças dos Stones, cuidando de seu dinheiro, negociando os contratos e os acompanhando nas tours: ele próprio se descreveu como sendo “uma combinação de banqueiro, psiquiatra e babá”. Ele também esteve ao lado de Mick quando este se separou de Jerry Hall, estando por trás do acordo feito entre o casal. 
Mais do que empresário, ele era amigo de todos os Stones, e praticamente criou o conceito de turnês como uma indústria, modelo que é seguido hoje por praticamente todas as grandes bandas em atividade. No final dos anos 80, Rupert foi uma das pessoas que mais influenciaram Mick a seguir excursionando com os Stones, apesar do clima tenso que rodeava a banda na época, o que originou a muito bem-sucedida Steel Wheels/Urban Jungle Tour, de 1989/1990.
Rupert lançou em 2013 o livro “A Prince Among Stones: That Business With The Rolling Stones and Other Adventures“, e recebeu duras críticas de Mick Jagger por isso: “pode me chamar de antiquado, mas não acho que seu ex-empresário deveria discutir informações pessoais e financeiras em público”.
Rupert deixa a esposa, Josephine Lowry-Corry, com quem era casado desde 1957, além dos filhos Rudolf, Konrad e Maria-Theodora.

Comentários

comentários