Após ter sido fechado em 2009, o Olympic Studios, lendário estúdio onde os Stones gravaram seu primeiro single e também a maior parte de seus discos entre 1966 e 1972, será reaberto como um cinema.

Na época do seu fechamento, que se deu pelo fato de o estúdio não ser mais lucrativo para a EMI, seus funcionários decidiram formar uma banda com a intenção de fazer a última gravação no Olympic, como forma de homenagem. O resultado final pode ser visto no vídeo abaixo, onde eles tocam You Can’t Always Get What You Want, um dia antes de o estúdio ter sido fechado.

Após o encerramento das atividades do estúdio, surgiram rumores de que o local poderia ser comprado por alguma rede de lojas ou por investidores que poderiam utilizar o local para a construção de flats.

Preocupado com o futuro do Olympic, um dos responsáveis por sua reabertura, Stephen Burdge (cujo trabalho é fazer posters e trailers para filmes, incluindo o mais recente de James Bond), decidiu que algo deveria ser feito. Ao final de uma reunião com amigos, viu-se sozinho na empreitada, e convenceu sua esposa a vender sua casa para ajudar a conseguir 3,5 milhões de libras para comprar o prédio da EMI.

Após vender 250 cotas para investidores a 5 mil libras cada, Burdge ainda passou mais dois anos até conseguir comprar o prédio, mas com um detalhe arriscado: “embora o local tivesse abrigado um cinema por 50 anos antes de ser transformado em estúdio, não havia garantias de que fosse possível transformá-lo em um cinema novamente”, diz Burdge. 
A reinauguração está prevista para ocorrer em 14 de outubro, e o local deverá abrigar duas salas de exibição, um café e um restaurante. Além disso, um estúdio será mantido no porão do prédio.
Abaixo, o trailer de Sympathy for the Devil, o filme de Jean-Luc Godard que documenta a evolução da música, com imagens dos Stones no Olympic Studios durante sua gravação.

Comentários

comentários