Noite de plantão stoneano. Estar em tour acompanhando os Rolling Stones sempre vai muito além de assistir concertos. Ao menos para mim sempre vai. E as aventuras de ontem (20/10) foram divertidas. Compramos discos, turistamos e encontramos Sally Wood, Chuck Leavell, Sasha Allen e mais amigos fãs dos Stones, como o famoso Rockman, do fórum IORR.

Nós tiramos a manhã para comprar discos. Eu e a Carol Jung demos passada na Monsters Melody, uma loja de LPs do centro de Paris. Tem muita coisa lá, mas muita coisa mesmo. Alguns dos LPs que achamos são preciosidades, como o No Security. O dono da loja, Serje, é extremamente agradável, entendo demais de discos e de música. Além disso, ele é colecionador de vinis de música brasileira e tem milhares de álbuns.

Na loja encontramos o Jamil, nosso parceiro da Jamil Magic Bus, que também estava à cata de alguns bolachões.

Eu e minha cúmplice Carol com a Sasha Allen em Paris

Bom, saindo da loja, voltamos para o nosso hostel porque era ruim ficar carregando tantos LPs. Na volta, fomos ao Arco do Triunfo ver a paisagem lá de cima, que é muito legal. E depois, tomamos rumo do hotel dos Stones, que fica a algumas quadras dali.

Uma grande mulher

Já era noite e estava na frente do hotel quando a Sally passou. E aqui tenho de ressaltar, que grande pessoa é esta mulher. Ela me reconheceu imediatamente, perguntou como eu estava, se tinha gostado do show da quinta-feira. Eu disse que tinha sido um dos melhores que vi, que tinha achado sensacional.

Então eu perguntou se eu ficaria em Paris para os demais shows. Eu respondi que sim, que veria os três concertos.  Ela comentou que ficava contente e que voltaríamos a nos ver em breve. Eu pedi um favor à Sally, que generosamente me atendeu. E nos despedimos com até logo.

Chuck Leavell foi atencioso como sempre

Já nem sei se antes ou depois disso, Chuck Leavell saiu do hotel com a esposa e amigos. Tirei mais uma foto com ele, que foi atencioso como de costume.

As filhas de Keith, Alexandra e Theo passaram por mim na frente do hotel. Já as tinha visto várias vezes pela estrada. As gurias continuam bonitas.

Plantão stoneano durante a madrugada

Era hora de jantar. Fomos a um restaurante perto do hotel, tomamos uns vinhos (eu não bebo, então fico alegrinho logo). E decidimos fazer um plantão da madrugada diante de onde o Stones estão hospedados.

Não demorou muito e saiu o filho do Bobby Keys com alguns caras do staff de viagem dos Stones. Eles nos viram, vieram conversar com a gente e ganhamos uma palheta do Ronnie cada um. Os caras pareceram bacanas.

A simpatia de Sasha Allen

Ainda houve tempo de vermos a Sasha Allen sair do hotel com o marido e outra mulher, que não conheço. Tiramos fotos e disse a ela, que era estava cantando muito bem, que talvez no começo ainda estivesse pouco nervosa por substituir Lisa Fischer, que é incrível, mas que ela realmente está cantando muito bem – o que é verdade.

Com o famoso Rockman na noite parisiense

Sasha muito muito simpática. A amiga dela, viu minha camiseta por baixo do casaco e disse algo como: É uma camiseta dos Rolling Stones, tem de mostrar. Foram muito agradáveis.

Pouco antes de irmos embora, surge o Rockman, um fã dos Stones famoso em fóruns como o IORR. Foi muito divertido conversar com ele.

Lá pelas 2h30min da manhã, tomamos um Uber para o nosso hostel. E agora estamos esperando pelas aventuras de hoje (21/10).

Manteremos vocês informados.

 

 

Comentários

comentários