Grandes heróis e ídolos como Zé Pedro, guitarrista e alma dos Xutos & Pontapés, são imortais. A obra deles garante a vida eterna. Para sempre as músicas e riffs do “Keith Richards português” serão lembradas. Hoje morreu um dos maiores fãs dos Rolling Stones em Portugal. Zé Pedro tinha a música dos Stones em sua medula.

O guitarrista fez um transplante de fígado alguns anos atrás e tudo estava indo bem, mas os problemas hepáticos regressaram e desta vez ele não resistiu.

Zé Pedro era tão fã dos Stones, ele tinha um jeitão tão Keith Richards, que precisava se policiar para não imitar em demasiado o seu maior ídolo. Por mais que tentasse, no entanto, os socos no ar e a pinta de pirata acompanharam Zé Pedro durante toda sua vitoriosa carreira nos Xutos, a mais amada banda de rock de Portugal.

Vestido de Stones Planet Brazil

Através de um grande amigo em comum, o Rolando Rebelo, que escreveu a biografia oficial dos Xutos (e também o livro Os Rolling Stones em Portugal), nós tivemos a oportunidade de entrevistar o Zé Pedro na edição 82 de It´s Only Rolling Stones. Inclusive ele gravou uma chamada para o programa, que era reproduzia às vezes.

Desde logo houve grande sintonia e o papo rolou solto. Zé Pedro era muito simpático, muito honesto e apaixonado pela música. Um sujeito muito simples, que não deixou a fama de um dos maiores ídolos de Portugal, subisse à sua cabeça.

Aliás, Zé Pedro era tão generoso (e fã dos Stones), que ele vestiu uma camiseta de Stones Planet Brazil, enquanto passava o som para tocar no Rock in Rio de 2014, na mesma noite em que os Stones se apresentaram.

Zé Pedro, um imortal

É difícil falar de um cara assim. Tive uma conversa telefônica com ele de aproximadamente 1 hora, e alguns SMS trocados, mas isso já foi suficiente para que pudesse chamá-lo de amigo.

Lamento muito a perda do Zé Pedro. Ele fará muita falta. Mas felizmente a obra dele é imensa e, como já disse, ele jamais será esquecido. Zé Pedro é um imortal.

Comentários

comentários