10371666_10201389993866705_3031350109665982537_n

Oh No, This Question Again!

Neste tópico reunimos algumas das perguntas mais frequentes. Volta e meia elas aparecem novamente. Então, fizemos uma seleção de questionamentos costumeiros e os respondemos. Este espaço serve mais como uma curiosidade, mas que pode ser útil especialmente aos fãs iniciantes, que são bombardeados por lendas stoneanas.
É verdade que Keith Richards trocou todo o sangue?
Não. Um jornalista perguntou para Keith Richards o que ele ia fazer na Suíça, quando ele ia para uma clínica de reabilitação nos anos 1970. Na corrida, ele respondeu a primeira besteira que veio à cabeça. “Vou trocar de sangue”. O sujeito achou que era sério, publicou e a lenda foi criada.

Keith Richards cheirou as cinzas do pai com cocaína?
Isso é mais uma das tantas lendas que se espalham de forma impressionante e que Keith não desmente para não piorar a polêmica ou porque sua imagem está toda criada em cima dessas histórias mirabolantes. Conforme o imaginário coletivo, Keith teria cheirado as cinzas do pai com cocaína. Na Verdade (ou pelo menos a verdade narrada em sua autobiografia Vida), ele espalhou as cinzas de Bert ao redor de um carvalho-vermelho, que ele plantou em sua casa. Ao colocar a caixa das cinzas em uma mesa, alguns resíduos ficaram sobre ela. Keith teria passado o dedo para limpá-la e cheirando levemente um pouco do resíduo que ficou ali.

Não está faltando uma corda naquela guitarra?
Não. É assim mesmo. Keith Richards toca várias canções em Open G, que dispensa a necessidade de utilização da corda bordão (Mi). Então, Keith saca a corda da guitarra, deixando-a com 5 cordas porque a sexta não teria utilidade neste estilo de afinação. Contudo, se ele usasse a corda, ela seria afinada em Ré e não em Mi para manter o Open G.

Brian Jones foi assassinado ou morreu por acidente?
O inquérito policial concluiu que foi acidente, mas ele teve muitas falhas e há uma teoria de que Brian tenha sido assassinado pelo empreiteiro Frank Thorogood, que inclusive teria confessado o crime antes de morrer. No entanto, o assassinato de Brian nunca foi provado.

Quem era o baterista no primeiro show dos Stones?
Isso é uma polêmica até hoje. Recentemente os Stones publicaram que era Mick Avory, mas o próprio músico já deu entrevista dizendo que não era ele e sim Tony Chapman. Dick Taylor, baixista naquela noite, chegou a afirmar que havia sido Charlie Watts. O mais provável é que tenha sido Chapman, mas ninguém tem uma resposta convincente e definitiva. Assim, os Stones foram naquela noite Mick Jagger, Keith Richards, Brian Jones, Dick Taylor, Tony Chapman e Ian Stewart.

Que discos Mick levava quando encontrou Keith na Estação de Dartford?
Segundo Keith, no documentário Under the Influence, Mick tinha consigo os álbuns The Best Of Muddy Waters e Rockin’ At The Hops, de Chuck Berry.

Qual a data de fundação da banda?
O primeiro concerto dos Stones ocorreu em 12 de julho de 1962, no Marquee Club, em Londres. Esta é considerada a data de fundação da banda.

Quando Bill Wyman e Charlie Watts entraram nos Stones?
Bill entrou na banda em dezembro de 1962 e Charlie em janeiro de 1963.

Por que Ian Stewart foi sacado da banda?
O agente dos Stones, Andrew Loog Oldham, achou que uma banda com seis integrantes era coisa demais. Eram muitas pessoas para dividir cachês. Além disso, Stu era muito certinho e não tinha perfil de um rockstar. Por isso, foi convidado para ser roadie e mais tarde, quando a banda ficou gigantesca, passou a ser gerente de palco e chefe dos roadies. Mesmo assim, Stu tocou em muitos shows e participou ativamente das gravações dos Stones, até morrer em 1985. Ele sempre foi muito presente e importante na trajetória do grupo.

Quantos discos os Stones venderam até hoje?
Não existem dados certos e confiáveis sobre a venda dos discos dos Rolling Stones, mas estima-se que eles tenham vendido entre 200 e 250 milhões de álbuns.

Qual o disco mais vendido do grupo?
O disco mais vendido dos Stones até hoje é o Hot Rocks, coletânea de 1971, que teve 12 milhões de discos comercializados nos Estados Unidos. Estima-se que tenha alcançado perto dos 15 milhões de exemplares em todo o mundo. O Some Girls foi o disco com melhores vendas entre os álbuns de inéditas, com 6 milhões de cópias nos Estados Unidos. As vendas globais teriam superado as 8 milhões de unidades. Não há dados exatos e confiáveis.

Quantos singles número 1 os Stones tiveram?
A Billboard lista 8 singles número 1 dos Stones nos Estados Unidos: Miss You, Angie, Brown Sugar, Honky Tonk Women, Ruby Tuesday, Paint it Black, Get Off Of My Cloud e Satisfaction. No Reino Unido foram também foram 8: It´s All Over Now, Little Red Rooster, The Last Time, Satisfaction, Get Off Of My Cloud, Paint It Black, Jumpin’ Jack Flash e Honky Tonk Women.

Por que Mick Taylor deixou os Stones?
Mick Taylor estava viciado em heroína e temia pela sua vida caso continuasse com a banda. No entanto, ele se sentia frustrado porque queria ter mais espaço e receber créditos por suas contribuições nas composições das músicas.

Por que Bill Wyman saiu?
Bill Wyman estava cansado da vida de rockstar. Ele queria ter uma vida mais pacata e constituir família, o que de fato ele fez. Mas Bill adquiriu fobia de viajar de avião e raríssimas vezes voltou a voar depois de sair dos Stones.

Esta foi (ou será) a última tour?
Não, os Stones vêm fazendo “últimas tours” desde 1969. A banda nunca irá parar de tocar ao vivo. Apenas a morte ou a doença grave de algum dos membros da banda os fará parar de tocar. Os Stones não têm intenção de anunciar o fim dos shows.

O Rolling Stones ou os Rolling Stones?
São os Rolling Stones, como são os Byrds, os Beatles, os Eagles. E jamais o Rolling Stones.

Angie foi escrita para Angela Bowie?
Não. Segundo Keith conta em Vida, ele compôs a canção depois de passar por clínica de reabilitação na Suíça, quase no mesmo momento em que sua filha Angela nascia, mas o Stone afirma que nem sabia qual seria o nome da menina, porque não havia como saber o sexo da criança antes do nascimento naquela época e ele estava longe, tentando ficar limpo. Assim, Angie, segundo Keith, foi um nome aleatório, sem se referir a alguém em específico.

Honky Tonk Women foi composta no Brasil?
Sim, em Matão, no interior de São Paulo. O livro Os Rolling Stones no Brasil, de Nelio Rodrigues, aprofunda a história. Mas Mick e Keith a confirmaram recentemente no documentário Olé Olé Olé: A Trip Across Latin America. A versão criada no Brasil foi Contry Honk.