Chuck Leavell é um ótimo tecladista, um músico de grande talento e já trabalhou com Eric Clapton, Allman Brothers, Black Crowes, entre outros, e desde a tour européia de 1982 acompanha os Stones, tanto em estúdio quanto ao vivo. Em longa entrevista ao site AllAboutJazz.com, Chuck disse que gostaria de poder ter uma influência maior na música dos Stones, mas sabe que Mick e Keith comandam a banda e que isso nunca irá ocorrer.

“Sinceramente eu lamento não ter sido capaz de influenciar a música dos Stones como fiz com os Allman Brothers. Existem muitas das gravações, há momentos e há também canções completas que foram feitas e nunca liberadas para gravação em que tive um papel mais proeminente. Eu teria adorado ter tido uma forte influência sobre a banda musicalmente, mas é a forma que Mick e Keith têm de mostrar que a coisa anda à maneira deles”, disse Chuck.

Chuck diz ainda que em alguns momentos os Stones funcionam como uma banda musical apenas, sem a hierarquia de mandantes e mandados. Canções como Losing my Touch, do Forty Licks, vão muito além do que o Keith gostaria para os Stones. “Isso me dá algum espaço pra jogar, mas Mick faz questão de deixar claro que os Stones são basicamente ele e Keith. E que os Stones, por exemplo, excursionariam com ou sem o Ronnie, que atravessa momento difícil. Diriam que o Charlie tb é fundamental e eu tb diria. Os Stones têm uma entidade comercial e que tem quatro membros e eles querem manter assim”, afirmou Chuck.

Além disso, Chuck disse que todo filme feito sobre os Stones é 90% focado em cima do Mick. Em Shine a Light, ele refere ser assim. “É o Mick o tempo todo em termos de câmera fechada. O resto de nós simplesmente não existe”, falou Chuck.

Durante sessão de apresentação de uma primeira versão de Shine a Light, em Roma, Chuck e os demais membros ficaram desapontados em relação à mixagem do aúdio. Chuck apresentou sugestões por escrito a Mick. “Você não me pediu, mas aqui está meu comentário. Todos os reparos foram colocados numa carta, com observações canção por canção. No final, fiquei satisfeito, porque o que ouvimos depois no filme não foi aquilo da primeira sessão. Houve uma combinação mais equilibrada de áudio”, declarou Chuck.

Recentemente, o tecladista lançou o album solo Live in Germany – Green Leaves & Blue Notes Tour 2007. O disco traz várias canções tocadas ao piano, cantadas por Chuck, acompanhado por boa banda. No repertório, canções como Route 66, Honky Tonk Woman, Down the Road Apiece, Rip This Joint, Tumbling Dice e muito mais.

O disco pode ser comprado no site http://www.chuckleavell.com/. A compra é feita direto com a Rose Lane Leavell, esposa do músico e o disco vem autografado (ver foto).

Comentários

comentários