O jornal Metro norte-americano publicou recentemente as 50 razões pelas quais os Stones são a maior banda do mundo.

Tradução de Danielle Todeschini
1. Jagger/ Richards: Tudo se resume aqui. É um cabo de guerra artístico entre as palavras (Mick) e a música (Keith), o sexo (Mick) e as drogas (Keith), e todos os lados positivos e negativos que essa parceria representa.
2. Brian Jones: Afinal de contas, foi Brian que fundou e deu nome à banda.
3. Charlie Watts: O homem que com sua calma inabalável, mantém o ritmo da banda há 50 anos.
4. Mick Taylor: O guitarrista que tocou nos discos da chamada “Era de Ouro” da banda.
5. Ronnie Wood: De parceiro de Rod Stewart até se tornar o guitarrista mais duradouro ao lado de Keith e o segundo mais “cool” tocando com seu cigarro na boca.
6. Bill Wyman: Ele dificilmente sorria durante os shows e vídeos dos Stones, mas há alguma coisa estranhamente adorável em Bill Wyman como baixista. Além de ser o grande “arquivo” da banda, tendo guardado diversos souvenirs durante as turnês.
7. Darryl Jones: Já está há quase 20 anos com a banda!
8. Qualquer outro que já tenha tocado com eles: os Stones sempre souberam escolher bem seus convidados: do London Bach Choir em You Can’t Always Get What You Want, ao vocal arrasador de Merry Clayton em Gimme Shelter, de Bobby Keys até Billy Preston, de Nicky Hopkins a Ian Stewart.
9. O nome: da canção Rollin’ Stone, de Muddy Waters.
10. O logo: Tem tudo a ver com rock ‘n’ roll.
11. Andrew Loog Oldham: O empresário foi essencial para a imagem de “maus” dos Stones no início da carreira.
12. (I Can’t Get No) Satisfaction.
13. A virgula em Paint It, Black.
14. Ruby Tuesday: Aquele zumbido do violoncelo, o lindo som da flauta, as notas baixas que Mick alcança nos versos!
15. As diferentes vozes “doidas” de Mick: o cantar de jeito caipira no começo de Let It Bleed, o sulista em Dead Flowers e o falsete em Emotional Rescue.
16. Provocações aos Beatles: Imagens do quarteto de Liverpool na capa de Their Satanic Majesties Request e o título de “Let It Bleed”, sabendo que os Beatles trabalhavam em um álbum chamado “Let It Be”.
17. Falando em Let It Bleed…O que dizer de um álbum que é recheado de clássicos? Começa com Gimme Shelter e termina com You Can’t Always Get What You Want. E ainda tem o bolo da capa.
18. Country Honk: A versão country de Honk Tonk Women
19. I Got The Blues: “ Cada hora acordado, todos os dias, era usada para sentar em frente aos auto-falantes e tentar descobrir como aqueles blues eram feitos”, da página 103, de “Vida”, por Keith Richards.
20.  Disco!: A única banda de rock que conseguiu com sucesso incluir as influências disco em suas músicas, criando coisas como “Miss You” e “Emotional Rescue”.
21. Os ocasionais versos semi-racistas de Mick: Certo, ele faz algumas generalizações em “Some Girls” e apresenta um cenário preciso dos tempos da escravidão em “Brown Sugar”, mas foi o verso “some Puerto Rican girls that just dyyyyyyying to meetchooo” em”Miss You”, que nos pegou de jeito.
22. “Bomp bomp bomp bomp ba boom boom”: os tambores de Sympathy for the Devil, que fazem com que o álbum Beggar’s Banquet comece de maneira espetacular.
23.  A dança de Mick.
24. O figurino de Mick.
25. As pessoas que escolhem os Stones no debate Beatle X Stones são geralmente mais divertidas.
26. Mick e Keith dividindo o microfone.
27. Anita Pallenberg: surgiu como namorada de Brian, depois virou mulher de Keith e com direito a um breve caso com Mick.
28. O zíper na capa de Sticky Fingers.
29. “Quem está brigando e por quê?”: A pergunta desesperada de Mick em meio a violência do show de Altamont.
30. Let’s Spend Some Time Together: Os Stones tiveram que aliviar um pouco a barra para poder tocar a canção no Ed Sullivan Show. Mas o melhor de tudo é ver Mick revirando os olhos a cada vez que canta o verso alterado.
31. O aborto de Merry Clayton: Há uma lenda de que depois de cantar sua impressionante parte em Gimme Shelter, Merry Clayton sofreu um aborto.  Claro que isso não é uma coisa boa, mas mostra a dedicação à musica.
32. A afinação de Keith.
33. O cowbell em Honky Tonk Women, as marimbas em Under My Thumb e a cítara em Paint It Black.
34. “Paciência por favor…Uma América livre de drogas vem em primeiro lugar”: a clássica foto de Keith em frente a esse cartaz, tirada por Ethan Russel.
35.  “Who the fuck is Mick Jagger?”: Outra foto icônica de Keith Richards.
36.  Brian Jones teve seis filhos com seis mulheres diferentes.
37. Bill namorou Mandy Smith, quando ela tinha 13 anos, em 1983: Ele tinha 47 anos. Em 1989 eles casaram. E para a situação ficar ainda mais estranha, o filho de Bill, Stephen, ficou noivo da mãe de Mandy.
38. “It’s allllright now”
39. Their Satanic Majesties Request: Mesmo partindo para o psicodélico, os Stones  foram fantásticos.

40.  “We decided that we would have a soda, my favourite flavour, cherry red”, de “You Can’t Always Get What You Want”.
41. Lembra do “It’s  alright now”?, bem, “In fact it’s a gas”.
42. Mick usando maquiagem:  Os Stones sempre se sairam bem ultrapassando a barreira entre os dois gêneros. Tem dúvidas? Dê uma olhada em Mick como Turner, em “Performance”.
43. Cover dos Temptations: “Ain’t Too Proud to Beg” e “Just My Imagination”.
44. A versão de Otis Redding para Satisfaction.
45. “You make a dead man come” (“Você faz um homem morto gozar”): Sim, o verso rude e sacana no final de Start Me Up também entra na nossa lista.
46. Assistir John Lennon dançando ao som dos Stones enquanto eles apresentam Sympathy for the Devil,  no Rock and Roll Circus.
47. “ The sunshine bores the daylights out of me” (“A luz do sol entedia o meu dia”), verso de “Rocks Off”: Com esse verso, os Stones parecem não apreciar nem mesmo um dia de sol, mas o que dizer, afinal, eles “vêem uma porta vermelha e querem pintá-la de preto”.
48.  Scorsese: Há algum filme do diretor que não tenha uma música dos Stones? Martin Scorsese não só apenas foi um dos câmeras no show de Altamont, que acabou se tornando o filme “Gimme Shelter”, como acabou usando a música título em vários de seus filmes.
49.  A Maior Banda de Rock do Mundo: Qual outra banda é durona o bastante para se chamar assim?
50. It’s Only Rock ‘n’ Roll (But I like It): Não precisa dizer mais nada.

Comentários

comentários