Por Alex Carvalho. A gente conhece o guitarrista e o artista plástico, mas na Amsterdam Arena surgiu o maratonista Ronnie Wood. O cara estava endiabrado, faceiro, alucinado, feliz e tocando como nunca. Durante as 2h15min do show deste sábado (30.09), ele percorreu uns 30 quilômetros, indo de um lado a outro no palco.

Ronnie e Keith estiveram em noite excelente

Ronnie esteve perfeito. Em Midnight Rambler ele foi um show, matou a pau, impressionante. Se alguém esperava que ele estivesse abatido, porque se recuperou há pouco de uma cirurgia chata, se enganou totalmente.

O show foi sensacional. Os Stones tocaram muito bem, em alto nível. Keith Richards estava em noite inspirada. Cometeu pouquíssimos erros perceptíveis. O solo de Sympathy for the Devil, que tem sido um problema crônico nos últimos anos, foi contido, mas perfeito. Também em It´s Only Rock and Roll, onde ocorrem alguns tropeços, passou bem, sem nada a reparar.

Mick Jagger e Charlie Watts foram os de sempre, muito regulares. Ele mantiveram o excelente padrão deles de performance.

Lugar perfeito para show do maratonista Ronnie Wood

Show deixou o público louco em Amsterdam

A Amsterdam Arena é muito moderna. É um local perfeito para se assistir a um show. Você tem todo conforto e como ela é coberta e preparada para concertos, tem uma acústica maravilhosa. O som estava limpo, perfeito. As guitarras de Ronnie e Keith estavam estourando, altíssimas.

A platéia não tinha o fervor sul-americano, mas era muito animada. O público cantou alto em várias canções. Quando havia participação dos fãs, o som ficava de ensurdecer. O ânimo só deu uma caída em Just Your Fool e Ride ‘Em on Down, o que acredito ser normal.

Felicidade e surpresa

Fiquei muito feliz que tocaram Shine a Light, que nunca tinha visto eles tocarem ao vivo. You Got me Rocking foi uma surpresa para mim, porque ela não estava entrando nos shows recentes. Tenho de registrar também que You Can´t Always Get What You como oitava canção foi um acerto. Ela dá uma quebrada no ritmo, ficou muito bem.

Keith Richards sendo Keith Richards

Final demolidor

Quando os Stones começaram a encaminhar o show para o final e meteram aquela sequência que começa com Street Figthing Man e passa por Start me Up, Brown Sugar, Jumping Jack Flash e acaba com Gimme Shelter e Satisfaction, o nível de vibração e energia ficou alucinante.

Bom, acho que é isso sobre o concerto de Amsterdam. A minha próxima etapa da No Filter Tour será em Copenhague, na terça-feira que vem (dia 03/10). Mando notícias.


 

A loja online de Stones Planet Brazil tem o livro Ronnie Wood: Artist em estoque, para entrega imediata. Compre aqui.

 

Comentários

comentários