Por Andreas Greub, da Austrália
Olá pessoal recebi pedido de escrever uma review sobre minha experiência na 14 On Fire Tour pela Austrália. Então, aqui vamos nós.
Quando os Stones chegaram originalmente em março de 2014 para iniciar a turnê, nós ficamos todos chateados por que o show de Perth não saiu e com a notícia de que a turnê tinha sido cancelada. No entanto, ela acabou sendo apenas adiada e eles voltaram à Austrália em outubro.
Minha primeira viagem foi para Adelaide, onde cheguei um dia antes do concerto, que foi em 25/10/14. Reuni-me com alguns fãs locais e do exterior. Adelaide é um lugar perfeito para começar a turnê e eu lamento que eu não tenha ido mais cedo, ja que os ensaios começaram mais de uma semana antes do show.
25/10/14 – Dia da show. Houve um encontro de fãs a partir do meio-dia, não muito longe do Adelaide Oval, onde nós compartilhamos muitas grandes histórias e memórias – e algumas fotos.
Depois da saímos para o novo estádio – O Adelaide Oval  tem capacidade para 52.000 pessoas. Eu adoro ir para grandes estádios, eu adoro a atmosfera em um lugar como aquele. E sim, fiquei houve muita emoção quando os Stones subiram ao palco às 20h. Eu estava há cerca de 7 filas do palco, à direita. 
Os Stones nos deram um fantástico primeiro show. Grande som. Mick ainda está em boa forma, nunca permanece um segundo no mesmo lugar. O show de luzes também foi impressionante e fogos de artifício do início ao fim. O show terminou duas horas depois – 19 músicas e eles se foram …
Menos de duas semanas mais tarde, fui com minha esposa e filha mais velha a Melbourne, onde eles se apresentaram no Rod Laver Arena, uma pequena arena coberta para 12.000 pessoas. Era muito, muito menor do que Adelaide, mas já havia estado lá  antes e eu gostei muito. Esse show foi muito mais íntimo do que Adelaide. E isso era exatamente o que eu queria nessa turnê. 
Nós ficamos na pit tongue na frente de Ronnie Wood. Este concerto foi mais um excelente show. Eles têm tocado tão bem e o som da guitarra era muito mais alto do que em turnês anteriores. Durante Midnight Rambler, Mick Taylor apareceu novamente para desempenhar o seu papel. Eu acho que nesta noite de 08 de novembro, ele fez um melhor solo, um coisa muita bacana. Eu realmente gostei de vê-los tão de perto e tinha contato visual com eles.
Nós também nos reunimos com muitos fãs em Melbourne e foi uma caça às lojas de vinil no dia seguinte. Melbourne tem algumas lojas de discos fantásticas, recomendo.
Então, Adelaide e Melbourne eram meus últimos concertos dos Rolling Stones, mas muitas pessoas me perguntavam por que eu não ia a Brisbane (eu vivo a apenas uma hora de distância da cidade). Decidi ir um dia antes do show.
18/11/14 – Terceiro e último show para mim. Esta viagem para Brisbane era um pouco como uma aventura … Eu não tinha bilhete, mas fiz negócio com um bom companheiro holandês, que fez me arrumou outro bilhete de pit tongue. 
Uau, eu estava muito feliz! Encontrei-me com antigos e novos fãs e quando eu finalmente entrei na Pit eu acabei no lado de Keith. Eu amei esta posição mesmo que eu não estivesse bem na grade. Keith chegou perto de  mim algumas vezes e ele realmente parece muito bem. Montes de sorrisos vieram de seu rosto e toda a banda parecia realmente gostar de tocar juntos.  Tivemos Silver Train, com Mick Taylor, e Bitch. Sobre este show e eu devo dizer que gostei mais pela seleção de canções.
Então, eu vi os Stones onze vezes desde o primeiro show, em 1973, até agora. Eles sempre foram grandes, mas eles estiveram melhores juntos nessa turnê, de longe.
Eu adoraria se tivesse outra chance de vê-los. Por outro lado, se eu  eu nunca mais puder vê-los, posso viver com todas estas lembranças.

Comentários

comentários