Brian Jones estaria completando 77 anos nesta quinta-feira, 28 de fevereiro. O guitarrista e um dos fundadores dos Rolling Stones nasceu em Cheltenham, Inglaterra, em 1942.

Túmulo de Brian em Cheltenham. Foto: Stones Planet Brazil

Purista do blues, Brian foi um dos pioneiros da guitarra slide e da harmônica de blues na Inglaterra. Elmore James e Little Walter eram dois grandes ídolos de Brian. Nos Stones, ele quis reinterpretar as músicas dos velhos bluesmen norte-americanos. Como sabem, o nome “Rolling Stones” foi tomado de um blues de Muddy Waters. Aliás, a expressão se refere a pessoas que vivem sem rumo, de um lado para o outro, sem criar raízes.

Quando se uniu a Mick, Keith e Ian Stewart para criar os Stones, a ideia era tocar blues. E foi isso que os Stones fizeram nos anos iniciais, especialmente nos álbuns Rolling Stones No.1 e No.2. Com o crescimento de Mick e Keith como compositores, a banda ampliou os horizontes, mas sempre manteve um pé firme em suas origens bluseiras.

Controvérsia e legado

The Rotunda. Pub frequentado pelo adolescente Brian em Cheltenham. Foto: Stones Planet Brazil

A figura de Brian sempre foi controversa. Havia defensores ferrenhos do jovem de Cheltenham, que morreu aos 27 anos em 03 de julho de 1969 (data do atestado de óbito), e também existia quem pintasse o músico como uma pessoa desprezível.

O fato é que Brian deixou uma bela obra com os Rolling Stones, que ficará eternamente registrada nos discos gravados por ele com a banda. Canções como Paint it Black, Under My Thumb, Ruby Tuesday, No Expectations e várias outras entraram para história com forte contribuição de Brian Jones.

Fotos da galeria abaixo: Stones Planet Brazil.

 


Comentários

comentários