Eu esperei poder assistir com calma à edição oficial do Bridges to Bremen para poder fazer um review do novo lançamento dos Rolling Stones. Os fãs mais atentos conhecem o show há muito tempo através de bootlegs, mas uma edição oficial usualmente traz uma qualidade de som e imagem que pode mudar completamente a perspectiva de um vídeo. Feita essa introdução, Bridges to Bremen traz os Stones no auge de sua performance e maturidade enquanto banda.

Acho que não é novidade para ninguém que acompanha Stones Planet Brazil o quanto eu sou fã de Ronnie Wood. Faça-me aquela pergunta batida e repetitiva sobre qual guitarrista preferido em comparação a Brian e a Mick Taylor e a resposta será sempre a mesma: Ronnie, sem a menor sombra de dúvida.

A minha ideia não é convencer ninguém. Cada um tem suas opiniões e suas preferências, mas para mim Bridges to Bremen traz os Stones em seu mais alto nível. Eles estão soltos no palco, alegres, e com um som cheio, robusto. A banda de apoio é incrível, o palco é o mais bonito que os Stones já tiveram, a lista de canções é ótima e a performance geral é incendiária.

A química perfeita de Ronnie e Keith

Keith estava muito bem, confiante, cantando e tocando como nunca. É muito bom ver Keith à vontade no palco. É quando as melhores coisas acontecem nos Stones. Keith é puro feeling e quanto mais feliz ele estiver, melhor será o show.

Mesmo em uma fase de abuso de álcool, Ronnie completa o duo de guitarras brilhantemente. É equilibrado. É na medida certa, nem a mais, nem a menos.

A questão de Ronnie nos Stones, na verdade, vai muito além de tocar guitarra. É uma questão de empatia. De estar  no lugar certo com os parceiros certos. Ronnie sempre quis estar ali, e todos na banda querem que ele esteja ali. Por isso ele funciona melhor do que qualquer um naquele posto, estando muito acima de fazer um solo mais técnico ou menos técnico. E quando se fala de Keith e Ronnie há uma parceria espiritual e natural indestrutível.

Outra figura é Charlie. Ele até sorri em cenário, tocando com a calma e a firmeza habitual. Já Mick Jagger é o costumeiro leão solto pelo palco. Enfim, todos estavam perfeitos. A química funcionou.

Cabe notas importantes: Bobby Keys e Lisa Fischer estavam na banda de apoio. E isso faz muita diferença. Bobby foi o melhor saxofonista de rock and roll do mundo e o melhor saxofonista dos Stones. Lisa é um ser de outro planeta. Carismática, linda, sexy, sem ser vulgar, e dona de uma capacidade vocal infinita.

Nível inalcançável para seres humanos

A química toda estava funcionando. E quando isso acontece os Rolling Stones chegam a um nível absolutamente inalcançável para seres humanos.

Os destaques da setlist na minha opinião são Gimme Shelter, Anybody Seen My Baby, Saint of Me, Memory Motel, Miss You, Tumbling Dice, I Wanna Hold You e … Thief in the Night com Pierre de Beauport (co-autor da canção) nos teclados e uma linda jovem loira, Leah Wood, nos vocais de apoio.

Extras em Chicago 1997

Os extras ainda trazem quatro canções gravadas em Chicago em 1997. Daí sai uma lindíssima versão de All About You (minha canção preferida do Velho Pirata) com Keith cantando ao lado de Lisa e Bernard… e ainda uma contagiante interpretação Let it Bleed.

Assim como Ronnie é para mim o acompanhante perfeito de Keith, a fase entre 1994 e 1999 é na minha opinião a melhor em termos de Stones ao vivo. Todos estavam no auge e a composição da banda de apoio era a melhor de sempre.

Por tudo isso, Bridges to Bremen é um ótimo lançamento e vem na mesma batida do San Jose 99, que também é extraordinário.

Lista de canções do Bridges to Bremen

1. Intro Tape

2. (I Can’t Get No) Satisfaction

3. Let’s Spend The Night Together

4. Flip The Switch

5. Gimme Shelter

6. Anybody Seen My Baby?

7. Paint It Black

8. Saint Of Me

9. Out Of Control

10. Memory Motel

11. Miss You

12. Thief In The Night

13. Wanna Hold You

14. Bridges Interlude

15. It’s Only Rock ‘N’ Roll (But I Like It)

16. You Got Me Rocking

17. Like A Rolling Stone

18. Sympathy For The Devil

19. Tumbling Dice

20. Honky Tonk Women

21. Start Me Up

22. Jumpin’ Jack Flash

23. You Can’t Always Get What You Want

24. Brown Sugar

Bônus

01. Rock And A Hard Place
02. Under My Thumb
03. All About You
04. Let It Bleed


Comentários

comentários