O novo site de Stones Planet Brazil está completando um ano de existência. O atual site no WordPress veio em substituição ao antigo Blogspot. Foram 12 meses de muito trabalho e de imensas conquistas, que só foram possíveis por causa da fidelidade dos nossos leitores e clientes. Em 2018, Stones Planet Brazil chegará a 10 anos de história.

O logo dos tempos do blogspot

Stones Planet Brazil nasceu em setembro de 2008. Há muito tempo eu queria ter um espaço dedicado exclusivamente aos Rolling Stones. Era uma fase pessoal difícil e numa tentativa de encontrar uma distração para a cabeça fui futricar na internet para descobrir como criar um blog, já que eles eram moda naquela altura do campeonato. Eu queria ter um espaço para poder escrever sobre os Stones. Só isso.

Terreno desconhecido

A verdade é que eu não tinha a menor ideia de como isso funcionava. Então, eu pedi palpites para algumas pessoas e fiquei fuçando até conseguir colocar no ar a primeira versão de Stones Planet Brazil. Era uma coisa absolutamente tosca e sem a menor pretensão. Lendo os posts iniciais do blog, chego a dar risada com os textos bobos e completamente perdidos, sem a menor direção.

Versão que perdeu para nosso logo atual em votação dos leitores

Mas ao menos começamos. Eu passei a postar o que achava que era interessante, sem me preocupar muito se alguém estava lendo meus textos. O primeiro logo do blog foi criado pelo Marcos Cunha, um colega do jornal onde eu trabalhava na época.

O nome para o blog eu peguei emprestado do Stones Planet Fanzine, revistinha que era enviada três vezes por ano para os membros do Rolling Stones Fan Club Office (RSFCO). A edição ficava por conta da Tamara Guo (Blue Lena), que se tornou uma das minhas grandes amigas entre os fãs dos Stones, embora nunca a tenha encontrado pessoalmente.

O começo da caminhada

O blog foi caminhando. Teve alto e baixos, passou por muitas modificações. Tivemos acertos imensos, demos um monte de informações em primeira mão. Também cometemos uma porção de erros e nos frustramos bastante. Mas o certo é que o blog foi crescendo e conquistando leitores.

Um dia eu percebi que havia gente que lia o blog. No começo eram algumas dezenas, logo centenas, mais adiante milhares e agora milhões. Eu realmente nunca sonhei com nada parecido. É gratificante hoje em dia quando eu viajo para assistir a shows dos Stones e pessoas de todo mundo me identificam e vêm me dizer que acompanham o site usando o tradutores online.

Muita gente ajudou a fazer Stones Planet Brazil. Não há como realizar nada sozinho. Você precisa ter quem te ajude produzindo conteúdo eventualmente, mas necessariamente ter a quem recorrer e pedir opiniões. Foram tantas pessoas que nos ajudaram nesse primeiro ano do novo site e nos quase dez do projeto todo, que não vou citar nomes, mas cada um deles deu contribuição importante.

Com Adroaldo Castro (C) e Ricardo Cury (D) em reunião para criação da nossa nova marca

Necessidade de novas mudanças

Em determinado momento, em setembro de 2016, achei que Stones Planet precisava mudar de novo. Eu saí do jornal onde estava há 15 anos, e resolvi empreender, até porque não tinha opção melhor. Eu contratei a Delta Design para reformular completamente o blog, toando-o um site com muito mais recursos.

Na verdade, ele virou um portal com informações e produtos relacionados aos Rolling Stones. Assim, no dia 18 de dezembro de 2016, depois de muito trabalho, de noites e noites sem dormir, com infindáveis reuniões virtuais com o Ricardo Cury e com o Adroaldo Castro, os “guris” da Delta, o novo Stones Planet Brazil foi ao ar.

“Quando fomos procurados, a ideia inicial era apenas adicionar algumas opções de banners publicitários no Blogspot. Foi então que observando a quantidade e a qualidade editorial de conteúdo já existente, no que percebemos que haveria uma verdadeira chance de transformar um hobby em algo bem mais significativo”, lembra Cury, o responsável pelo desenvolvimento e manutenção do novo site.

“Sem perder a pegada de ser um site de fã, oportunizamos outros aspectos, como por exemplo a venda de discos de vinil, que até então era executada de forma informal e vimos que poderia se expandir para se tornar uma loja virtual”, completa o especialista.

Mais de 5 milhões de acessos

O começo foi difícil, porque eu ainda estava elaborando o novo produto na minha cabeça. Primeiro definimos como seria o site, que informações ele teria e qual seria o layout. Neste ponto, o Ricardo Cury e o Adroaldo Castro precisaram ter muita paciência comigo, pois a meta era lançar o site novo em meados de dezembro e a gente começava quase do zero. Eu estava num nível de estresse absurdo e queria tudo para ontem.

Os resultados deste primeiro ano são impressionantes. Responsável pelo desenvolvimento e manutenção de Stones Planet Brazil, Cury tem dados surpreendentes. “O site ultrapassa a marca dos 5 milhões de acessos, chegando a atingir 280 mil em um mês. Em grande parte o público é Brasileiro e originado do Brasil, mas vemos também muito acesso vindo dos Estados Unidos, França, Itália, Argentina, Portugal, Espanha, Japão, e se formos listar países com números menores de acesso, podemos encontrar praticamente todos os países do planeta”, conta Cury, que passa online quase 24 horas por dia.

“É para todos os efeitos um site global. Para ter uma ideia, temos na lista bastante acessos de locais como Marrocos, Bangladesh, Arabia Saudita, Koreia do Sul, Sri Lanka, Nepal, Ilha de Cirus, Islandia, Ilhas Maldivas, Malta, Iran, Bosnia, Madagascar, e até mesmo do Haiti”, acrescenta o representante da Delta, lembrando que a Fan Page de Stones Planet Brazil no Facebook saltou em um ano de 3 mil para 12 mil curtidores.

O logo eleito pelos leitores e atual marca de Stones Planet

Um logo atualizado

Acho que a questão mais delicada foi a criação do novo logo. A nossa “marca” já estava bem consolidada entre os fãs dos Stones e é difícil mexer nisso. Eu não queria usar a língua para que não fosse algo tão óbvio e para que eu pudesse usar a mesma marca na continuidade do projeto, que teria ideias não necessariamente ligadas exclusivamente aos Stones.

Neste ponto a Paula Ramos, uma amiga e colaboradora que é designer, me ajudou a entender o que seria legal ou não. Talvez ela até se surpreenda ao saber que ajudou tanto, mas muitas vezes uma opinião ou simplesmente ter alguém para te escutar, faz com que tu consigas encontrar o caminho certo. Ela auxiliou com o vetos dela a eu entender para que lado deveria ir.

É esse o papel do “Conselho de Gestão”, composto pelos drs. Alex Carvalho e Cristiano Radtke. Opinar livremente sobre tudo, o que muitas vezes gera discussões, discordâncias. Mas é fundamental ter quem te diga que isso ou aquilo está certo ou errado. Mesmo que você não concorde, ficará atento.

Voltando ao logotipo, depois de algumas versões que não deram muito certo, eu tive reunião com o Adroaldo, que é o designer da Delta, e com o Ricardo, que também é o homem de negócios deles, e nós três juntos desenvolvemos a ideia do novo logo de Stones Planet Brazil.

“Nós desenvolvemos o logo numa cafeteria de Porto Alegre. Havia resistência quanto a mudanças e tivemos uma atualização mais clara, minimalista e moderna do antigo logo”, afirma Adroaldo Castro. “Inicialmente a ideia era estilizar um planeta vermelho, exclusivo para os fãs dos Stones. E depois surgiu a ideia da Micawber, a icônica Fender Telecaster do Keith Richards, que é um dos elementos clássicos dos Stones, quase tanto quanto a língua”, acrescenta o profissional.

Ou seja, ao mirar o logo semioticamente você identifica a mensagem de um mundo dedicado aos Stones, mas que também pode ser relacionado ao rock e à música.

A comunicação visual faz parte do nosso projeto

Nós saímos da reunião com a certeza de que aquele era o logo certo, mas resolvemos dar uma segunda opção aos leitores. E fizemos uma votação pelo blog em que nossa escolha acabou mostrando ser a correta. O logo da guitarra venceu com imensa margem de votos.

Desde então, o Adroaldo está por trás de quase todas as imagens promocionais do site, assim como o Ricardo é o responsável pela parte de programação, atualizações e também é ele que resolve qualquer eventual problema do site, que são raros.

Loja online para atender à demanda

A grande novidade do novo Stones Planet Brazil foi a criação da loja online. Este novo formato tem custos. O editor do site, eu, dedica quase 24 horas por dia a ele. Então, é preciso que ele gere receita. Felizmente a resposta tem sido boa. Em um ano atendemos centenas de clientes. Graças a esse desempenho (vendemos mais de 1.2 mil itens no primeiro ano), estamos conseguido manter o projeto vivo e estamos buscando ampliá-lo.

Loja online possibilita a manutenção do projeto

A loja, na verdade, atende a uma demanda. Há anos eu recebia pedidos para vender produtos dos Stones, especialmente importados, que grande parte das pessoas não tem acesso.

Por isso a loja foi criada. Ela supre essa lacuna que existia. Assim, vendemos todo tipo de discos e produtos relacionados aos Stones. E o projeto é ampliar essa gama de produtos, englobando cada vez mais artistas, mas sempre tendo os Stones como foco principal.

A loja se dispõe a oferecer um atendimento dedicado e diferenciado, em que você fala, conversa, troca ideias e negocia com o vendedor, que é tão fã quanto você, sem depender de centrais de atendimento frias e impessoais.

O plano é propiciar sempre boas informações, bons produtos, bons serviços, sempre com preços e condições justas para todos. Como eu digo para alguns fornecedores, ao ter produtos vendidos em nossa loja online, você não está vendendo apenas o produto, mas a sua marca, que passa a ter imensa exposição através do material jornalístico e promocional que produzimos para o site e redes sociais.

O caminho para a consolidação é longo. Há muitas dificuldades, mas a gente segue firme, aos poucos, com um passo de cada vez. Temos montes de novas ideias e projetos, que lentamente vão sendo implementados. Devagar a gente vai mostrando o nosso trabalho e derrubando resistências, porque sempre que algo novo aparece há estranheza. Mas o projeto do site e da loja ainda tem muito o que crescer e esperamos seguir contando com o apoio de todos.

Na estrada com os Stones

Acima de tudo, Stones Planet Brazil é um site de fãs dos Rolling Stones. E ao longo dos quase 10 anos de história do site (e dos meus 36 anos como fã da banda), a gente sempre priorizou estar na estrada com os Stones. Eu acompanhei pessoalmente vários concertos e tivemos dezenas de colaboradores em outras tantas apresentações trazendo informações sobre tudo o que acontecia.

O ponto alto desse trabalho, sem dúvida foi a cobertura online em tempo real da No Filter Tour, em que levamos aos leitores todas as informações possíveis em um liveblog (minuto a minuto). O serviço foi pioneiro em sites de fãs e trouxe um excelente resultado.

Amigos como Alex Carvalho, Paula Ramos, Daiane Hemerich, Margarida Chacur, Fernando, Carmen e João Kfouri, Fernando Mello, Jamil Khouri, Carolina Jung, Matheus Lopes, Márcio Figueiredo, Dudu Gonzi, Dani Meira e muitos outros deram contribuição sensacional à nossa cobertura, que culminou com a nossa presença nos três shows da U Arena, em Paris.

Novo site de Stones Planet Brazil. Agradecimentos:

Nós precisamos agradecer a alguns parceiros desta caminhada. Nosso muito obrigado a Jamil Magic Bus, Abbey Road Bar NH, Banda Rola Stones, Banda Stoneanos, Hot Licks – Tributo Stoneano, Show Start me Up, Rolling Stones Cover Brasil, Stones Blues, Universal Music, Som Livre, Polysom, Selo 180, Livro de Negócios, Editora Zahar, Voice Music, Delta Design, Collector´s Room, Traduja, Chris Jagger, Charlie Hart, Gislene Marek, Viviane Possamai e a todos os amigos e leitores que fazem parte desta história e obviamente aos Rolling Stones!

Comentários

comentários