Uma nota publicada nesta quinta-feira (05.08) confirma a informação veiculada na quarta-feira por jornais britânicos. Charlie Watts passou por cirurgia de emergência e não poderá participar da No Filter Tour 2021. Em seu lugar foi escalado Steve Jordan, parceiro dos projetos solo de Keith Richards, e amigo de todos os Stones.

O comunicado dos Stones basicamente reproduz o conteúdo divulgado pela imprensa. No texto, eles apenas lamentam a ausência de Charlie, desejam boa recuperação a ele e dizem que os planos de tour irão em frente. Logo depois postam uma “print” do comunicado emitido pela assessoria do baterista, em que Charlie menciona ter convidado Steve Jordan para substituí-lo para que não houvesse mais adiantamentos da tour.

Você pode ler o comunicado de Charlie clicando aqui.

Saúde de Charlie Watts

Até o momento não foram fornecidos detalhes sobre o procedimento realizado por Charlie, mas sabe-se que o problema foi detectado nos exames de pré-tour. Muito possivelmente a banda já sabia da situação de Watts antes do anúncio da digressão. Pela nota, o próprio Charlie, de 80 anos, diz estar bem e que espera retomar a atividade com os Stones assim que possível.

A nota acrescenta declaração de Steve Jordan em que ele se diz muito honrado e orgulhoso por ocupar o posto de Charlie, mas lamenta as circunstâncias e deseja pronta recuperação ao amigo.

Mick, Keith e Ronnie também confirmaram individualmente pelas redes sociais a ausência de Charlie.

No Sense Tour

Ou seja, uma tour que nunca deveria ter sido confirmada em virtude da pandemia do Covid, que não está controlada nos EUA, agora ganha contornos mais absurdos e surreais. Por contrato, apenas as ausências de Keith e Mick cancelam tours. Os demais devem ser substituídos ou a banda fica sujeita a penalidades contratuais.

Mas há momentos na vida em que é preciso dizer um basta e colocar limites, mesmo com prejuízos financeiros. Este é um desses casos. Temos uma No Sense Tour no momento. De qualquer forma, desejamos que tudo dê certo, que a tour ocorra sem problemas.

Steve Jordan é excelente baterista e escolha natural por sua proximidade com Keith e com a banda toda. Temos certeza que ele vai se sair muito bem.

Mas sem Charlie, 59 anos depois, entendemos que não se possa chamar esta excursão de tour dos Rolling Stones e sim de Mick, Keith e Ronnie tocando músicas dos Stones, o que não quer dizer que seja um show ruim, muito pelo contrário. Enfim, vamos ver o que acontece e ficaremos torcendo para que tudo transcorra da melhor forma possível.


Comentários

comentários