Mixing Up The Medicine é o novo álbum de Chris Jagger. O LP tem previsão de lançamento para 10 de setembro, pela BMG. O trabalho foi gravado durante a pandemia do covid-19, respeitando o distanciamento social dos dias de lockdown no Reino Unido. A Stones Planet Records terá alguns exemplares à venda na loja.

As faixas de Mixing Up The Medicine foram compostas por Chris Jagger em parceria com o amigo de longa data, o multi-instrumentista Charlie Hart, ex-membro da banda de Ronnie Lane (baixista dos Faces).

O disco reúne músicos experientes como Olly Blanchflower (baixo), Dylan Howe (bateria), Neil Hubbard (guitarra), John Etheridge (guitarra), Nick Payn e Frank Mead, que tocaram com Bill Wyman na Rhythm  Kings (metais) e Jody Linscott (percussão). A produção é de John Porter, que trabalhou com monte de gente como Buddy Guy e B.B. King.

Mick Jagger também gravou vocais de apoio para o álbum do irmão caçula.

Três letras de canções foram inspiradas em poemas de Thomas Beddoes. São elas Anyone Seen My Heart?Loves’ Horn e Wee Wee Tailor. O álbum mistura gêneros, passando pelo Jazz, que é uma forte influência de Charlie Hart, e vai navegando por mares do rock, do soul, do folk e de vários estilos.

Faixas de Mixing Up The Medicine

1. Anyone Seen My Heart?
2. Merry Go Round
3. Love’s Around the Corner
4. Talking To Myself
5. Happy as a Lamb
6. A Love Like This
7. Loves’ Horn
8. Wee Wee Tailor
9. Hey Brother
10. Too Many Cockerels

Livro de memórias

Chris Jagger também lança em 10 de setembro o seu livro de memórias, Talking To Myself. No livro, Jagger conta várias passagens com o seu irmão mais velho Mick, dos tempos de Dartford, e mergulha nas profundezas da realeza do rock britânico, com a qual Chris conviveu proximamente. O livro também é lançamento da BMG.

Vídeos com áudios dos primeiros singles de Mixing Up The Medicine


Comentários

comentários