Eles são os aniversariantes de junho dos Rolling Stones. O cigano Ronnie Wood e o gentleman Charlie Watts, são os geminianos da banda. O “descabelado” guitarrista completa 70 anos nesta quinta-feira, dia 01. Já o elegante baterista chega nesta sexta-feira, dia 02, aos 76 anos.

Charlie ao lado da esposa Shirley

Se formos ser rigorosos, Charlie não é um “stone original”, já que ele entrou na banda apenas em janeiro de 1963, quando ela já tinha sido batizada por Brian Jones e fazia shows pelos pubs dos arredores de Londres. No entanto, os Stones mesmo disseram em 2012 que consideram que a banda só ficou de fato completa com a entrada do marido de Shirley, pai de Seraphina e avô de Charlotte.

Acho que pouca gente irá contestar Charlie como membro original, mesmo que, por exemplo, Mick Avory, Tony Chapman e Carlo Little, entre outros, tenham ocupado as baquetas da banda de forma improvisada até a chegada no dono definitivo do posto.

Ronnie parece muito feliz com Sally

Ronnie é o “membro novo” dos Stones, embora tenha mais tempo de banda do que Brian Jones e Mick Taylor somados. Woody ingressou na turma em 1975. Ou seja, o marido da Sally e pai de Jesse, Leah, Tyrone, Jamie (adotivo) e das gêmeas Gracie Jane e Alice Rose soma 42 anos ao lado do grupo.

Se não é dos fundadores da banda, Ronnie entrou no esquema como nenhum outro poderia ter feito.

Além de serem parceiros na maior banda do mundo, Ronnie e Charlie superaram sustos similares. Charlie venceu um câncer de garganta, enquanto Ronnie descobriu um tumor no pulmão em estágio muito inicial, o que propiciou que uma laparoscopia resolvesse o problema sem maiores consequências à sua saúde.

Em setembro, ambos estarão juntos no palco novamente, agora para a No Filter Tour, que será apresentada na Europa nos meses de setembro e outubro. Além disso, os Stones estão trabalhando em novo disco de inéditas, que pode ser lançado ainda antes da tour.

Aniversariantes de junho

Charles Robert Watts*

Baterista, nascido em 2 de junho de 1941, em Londres. Filho de Charlie Watts, motorista de caminhões da British Rail, e de Lilian Watts. Cedo revelou aptidões artísticas. Aos 13 anos, ganhou a sua primeira bateria e sempre se interessou pelo jazz.

Ao acabar os seus estudos na Harrow Art School, começou a trabalhar como designer gráfico numa agência de publicidade, a Charles, Hobson & Grey, ao mesmo tempo que tocava com bandas locais em cafés e bares. Começou a tocar com alguma regularidade com a banda de Alexis Korner, a Blues Incorporated. Em janeiro de 1963, Charlie se juntou aos Stones.

Ronald David Wood*

Guitarrista, nascido em 1 de junho de 1947, em Londres. Membro de uma família de etnia cigana chamada “ciganos da água” por viverem em barcos ao longo do Rio Tâmisa, foi o primeiro filho a nascer em terra firme. Filho de Arthur e Mercy Leah Wood, e o mais novo de três irmãos, sendo Art e Ted os mais velhos.

Ambos eram talentosos músicos e artistas, tocavam em bandas e foram os responsáveis por introduzir a música e a pintura na vida de Ronnie, que chegou a ganhar um prêmio de pintura num programa de TV, The Sketch Club, da BBC, no princípio dos anos 60. Ronnie nunca abandonaria este talento.

Tocou em bandas como The Birds, The Creation, Jeff Beck Group e The Faces, para além de desenvolver vários projetos solo, tendo inclusive gravado no estúdio da sua casa uma demo de It´s Only Rock and Roll, onde participa como guitarrista antes do convite para se juntar aos Stones.

* Textos extraídos do livro “Os Rolling Stones em Portugal”, de Rolando Rebelo.